quinta-feira, 19 de junho de 2008

Virou moda

SP: juíza nega prisão a suspeitos de matar menino

A juíza da 2ª Vara de Execuções Criminais de Ribeirão Preto, Isabel Cristina Alonso Bezerra dos Santos, negou ontem o pedido de prisão temporária do casal Kátia Marques e Juliano Gunello, suspeitos pela morte do menino Pedro Henrique Marques Rodrigues, 5 anos, no último dia 12. Pedro é filho de Kátia e enteado de Juliano.
Ontem, a delegada Maria Beatriz Moura Campos, do Setor de Homicídios da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), informou que o caso passou a ser tratado como homicídio. Laudo do Instituto Médico-Legal (IML) apontou que a criança foi vítima de violência. A mãe e o padrasto negaram, em depoimento, qualquer tipo de violência contra o menino.

Um comentário:

No céu é sempre domingo disse...

Esse n vale a pena nem comentar!!
A impunidade ta destruindo o mundo